A Volta ao Mundo das Humanidades Digitais em 80 dias: P.S.

Imagem 383O dia 73 do projeto Around DH in 80 Days destacou mais um projeto da rede AHDig – Post Scriptum: Arquivo Digital de Escrita Quotidiana em Portugal e Espanha na Época Moderna.

Conduzido na Universidade de Lisboa pela equipe liderada pela Profa. Rita Marquilhas, membro da Comissão de Fundação da AHDig, o P.S. vem reunindo e estudando uma coleção de cartas privadas escritas durante a Idade Moderna na Península Ibérica. O material trabalhado no projeto é singularmente valioso, já que representa a escrita de indivíduos de diversas classes sociais, que nem sempre tem voz na historiografia – nesse caso, sua escrita ficou registrada em arquivos de processos judiciais, como provas de delitos:

“Podiam ser amos ou criados, adultos ou crianças, homens ou mulheres, ladrões, soldados, artesãos, padres, militantes políticos e outros tipos de agentes sociais. A sua epistolografia sobreviveu em casos excecionais, quando os seus percursos se cruzaram com os meios de perseguição da Inquisição e dos tribunais civis e eclesiásticos, instituições que costumavam fazer uso da correspondência privada como prova de delitos. Os documentos, que fazem parte de processos judiciais, vêm acompanhados de verdadeiras ‘entrevistas sociológicas’, levadas a cabo por inquisidores e juízes, o que permite aos investigadores uma contextualização mais adequada das relações interpessoais nas sociedades tradicionais”. (leia mais na apresentação do projeto)

Todo este material vem sendo colocado à disposição dos estudiosos na forma de um corpus digital com tratamento filológico e linguístico cuidadoso e acompanhado de estudos e culturais – fazendo do P.S. um dos projetos pioneiros nas Humanidades Digitais em português.

A passagem do projeto Around DH in 80 Days pelo P.S. em seu 73o dia somou-se à passagem pelo grupo Hímaco no dia 59 e à Biblioteca Brasiliana Mindlin no dia 23, formando os pontos lusófonos da viagem que passou pelos cinco continentes, mostrando 79 projetos sobre os mais diversos temas nas humanidades – todos com o ponto comum do envolvimento de recursos digitais. A lista completa vale uma visita.

A Volta ao Mundo das Humanidades Digitais chegou aos seus 80 dias ontem, 9 de setembro, com uma parada no próprio leitor. O balanço final da viagem é muito interessante, entre outras coisas por revelar ao mesmo tempo a densidade e a diversidade dos trabalhos identificados com as Humanidades Digitais nos mais diversos pontos do globo. Como destaca Alex Gil, idealizador do projeto, nesse último post,

Each of the projects and teams we highlighted here testify to the rich heterogeneity of digital practices in the humanities around the world. If they have anything in common it is their impulse to understand and remember the precious shards of our messy voices using our evolving mechanisms. They remind us that questions of preservation, standards, labor practices, diversity and many others we debate, cannot divorce themselves from what is actual. We hope that our future arguments point to the evidence at hand. We’ve provided 79 + 1 examples of arduous efforts around the world; we hope you can provide many more“.

Será interessante, agora, acompanhar de perto os desdobramentos da iniciativa, que certamente estarão em pauta no site da Global Outlook :: Digital Humanities.

 

A volta ao mundo das Humanidades Digitais em 80 dias: O grupo Hímaco

Imagem 224O projeto Around DH in 80 Days é uma iniciativa da Global Outlook :: Digital Humanities que está apresentando uma série de trabalhos identificados com o campo das Humanidades Digitais no mundo todo, em oitenta dias.

No dia 56, o projeto fez sua segunda parada em terras lusófonas: o grupo em pauta é o Hímaco – História, Mapas e Computadores, participante da rede AHDig.

Na página do AroundDH, é possível ver o mapa dos projetos apresentados desde o começo da “volta” – que já passou pelos cinco continentes, visitando projetos novos e mais antigos, e fornecendo uma visão abrangente e inclusiva das iniciativas em HD nos últimos anos. Como explicam seus idealizadores neste post de apresentação, entretanto, o objetivo do projeto vai além de um mapeamento panorâmico: a ideia, de fato, é aproveitar o panorama para redefinir a ideia que temos das Humanidades Digitais – saindo um pouco da esfera mais hegemônica dos projetos Europeus e Norte-americanos, e investigando o que acontece em pontos menos comentados do planeta.

Vale a pena acompanhar esse trajeto!

“R$ 98 milhões para pesquisas sobre a internet”

R$ 98 milhões para pesquisas sobre a internet
– Notícias Fapesp,
18/12/2013:

“O Ministério das Comunicações, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) firmaram convênio de cooperação no valor de R$ 98 milhões para apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica que contribuam para o desenvolvimento da internet no Brasil (…)”.

“Poderão apresentar propostas pesquisadores de instituições de ensino superior e de pesquisa e de pequenas empresas de base tecnológica (com menos de 100 empregados) de todo o país. Os projetos deverão estar alinhados a pelo menos um de três eixos de investigação – aplicações-chave para internet, engenharia e tecnologia e fundamentos científicos (…)”.

“O convênio prevê o desenvolvimento de projetos em seis linhas de investigação: Tecnologia Viabilizadora da Internet; Aplicações Avançadas da Internet; Comunicação em Rede e Cultura Digital; Políticas Relativas à Internet; Software Livre; Formatos e Padrões Abertos; e Aplicações Sociais de Tecnologia da Informação e Comunicação (…)”.

Leia mais em: http://www.fapesp.br/8390

Vídeos do I Seminário Internacional em Humanidades Digitais no Brasil

Os vídeos com as comunicações realizadas durante o I Seminário Internacional em Humanidades Digitais no Brasil“, entre 23 e 25 de outubro de 2013, na Universidade de São Paulo, foram anunciados pela Comissão Organizadora do evento:

O material contém a íntegra das 20 conferências e mesas, e está disponível como uma playlist no canal Humanidades Digitais, ,HD.br, no YouTube:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=AlWbAAayEUE&w=560&h=315]

As gravações foram feitas durante o Seminário, conforme divulgação na época, com o intuito principal de serem transmitidas ao vivo. Por isso, e também porque o auditório não opera ainda em sua plena capacidade, a qualidade das imagens está longe da ideal, como poderão notar. Entretanto, o áudio está muito bom e é possível ter pleno acesso ao conteúdo discutido.

Assim, e tendo em vista os inúmeros e constantes pedidos acerca da divulgação das palestras e das comunicações, a Comissão acreditou que valeria a pena anunciar esse conteúdo, pedindo desculpas pela baixa qualidade das imagens.

Antecipadamente agradecemos o seu interesse!

Bruna e Maria Clara,
pela Comissão Organizadora do
I Seminário Internacional em Humanidades Digitais no Brasil”
http://seminariohumanidadesdigitais.wordpress.com/

(Segue, também, a lista completa dos vídeos contidos na playlist, pela ordem da apresentação no Seminário):